Olá, pessoal.

Esta é a resenha é do livro A Rosa e o Dragão, escrito pela Vanessa Pereira, que é autora parceira aqui do blog. E em breve haverá sorteio do livro autografado por aqui. ;)


Título: A Rosa e o Dragão
Autora: Vanessa Pereira
Nº de Páginas: 312
Editora: Novo Século
Ano: 2013
Nota: 3/5








Em um passeio noturno pelo parque, Desirée conhece Andrew, um homem misterioso porém, encantador. Após uma rápida conversa, Andrew se oferece para levá-la pra casa, pois já é madrugada. A garota, que se sente incontrolavelmente atraída por ele, permite. Os dois entram na Ferrari vermelho-sangue e percorrem os poucos quarteirões que separam o parque da casa de Desiree. Antes de se despedirem, Andrew convida a garota para sair naquela mesma noite e mais uma vez ela é tomada por uma inexplicável atração e aceita o convite.

O livro me prendeu logo neste início quando o casal se encontra pela primeira vez, porque adoro mistérios. Logo após veio uma pontada de decepção pois passaram-se 50 páginas e nada do encontro, que seria naquela mesma noite. Nestas 50 páginas, somos vagamente apresentados ao grupo de amigos de Desiree. Em torno de doze a treze pessoas, o que me incomodou um pouco pois eu tenho a tendência de me perder na história quando tantos personagens são apresentados de uma só vez,  numa mesma cena. Não havia possibilidade de a autora descrever singularmente cada um deles, já que eram muitos. 

Enfim chega o encontro. Desirée e Andrew vão a um restaurante e posteriormente ao cinema. Andrew faz diversas perguntas relacionadas à vida pessoal da garota, que responde tudo tranquilamente sem reverter a pergunta e, graças a isso, o leitor continua sem saber nada sobre aquele homem tão misterioso.

A partir daí, o desenrolar da história é bem rápido. Andrew revela ser um vampiro que está apenas de passagem e precisa voltar ao seu clã. Ele quer que Desirée o acompanhe mas para isso, ela deve permitir ser transformada. Desirée aceita ser transformada e ir embora com este homem que ela nem sabe de onde surgiu ah meu pai!, apenas porque sente uma intensa atração por ele. Ela larga tudo e todos e não olha para trás. Não hesita em nenhum momento.

O tema, ainda que esteja um pouco batido, pode ser desenvolvido de diversas maneiras legais e, quem sabe surpreendentes. A ideia que a autora construiu foi interessante porém, existem alguns pontos desfavoráveis:

  • O livro contém inúmeras informações e tudo acontece rápido demais. Para que tudo fizesse sentido, era preciso que houvesse uma maior introdução aos acontecimentos seguintes, ainda que em um ritmo misterioso. Porém alguns fatos são lançados abruptamente deixando o leitor um tanto confuso, pensando que perdeu uma parte da história.
  • Existem muitas descrições que poderiam ser descartadas ao passo que as descrições realmente essenciais são poucas. Um exemplo é que foi reservado um capítulo inteiro para falar sobre a morte de Leandro, amigo de Desirée. Um assunto talvez irrelevante, já que nem chegamos a conhecê-lo pois quando a história tem início, Leandro já tinha partido dessa pra uma melhor e, odeio parecer insensível mas, a morte dele não faz diferença no seguimento da história. 

  • Não existe descrição de tempo e nem lugar, o livro não menciona onde a história se passa e fica complicado imaginar locais que não são descritos ou pelo menos nomeados. 

  • O livro contém diversos personagens mas somente a metade deles é notável. 

Um dos pontos favoráveis é que a leitura flui bem pois o livro está repleto de diálogos, o que torna a leitura mais rápida.

O livro traz à tona diversos fatos e a cada um deles, a história é redirecionada. É muita emoção!!
O tema é extenso e o final do livro é indefinido, o que nos da a entender que haverá uma continuação para A Rosa e o Dragão, onde a autora poderá trabalhar melhor os aspectos considerados desfavoráveis.




Veja o Página 150 de A Rosa e o Dragão, clicando aqui.

Gostou desta resenha? Que tal ler as resenhas anteriores?
Réquiem - Lauren Oliver
Marcados - Caragh M. O'Brien
Dias Perfeitos - Raphael Montes


Artigos relacionados:




Quote da Semana

"Somos todos estranhos de um jeito diferente, e isso é normal. E mesmo que exista muita coisa que eu não possa dizer para eles, é bom me sentir parte de um grupo." (Cartas de Amor aos Mortos - Ava Dellaira)

14 comentários:

  1. OI Luciana, apesar dos pontos citados desfavoráveis fiquei curiosa sobre a historia, e achei a capa lindíssima, parabéns pela sinceridade na resenha!

    Encontrei o blog por acaso e amei! Estou seguindo o blog e se quiser conhecer o meu cantinho tambm sera super bem vinda!

    Beijos Joi Cardoso
    Participe do sorteio! Você pode ganhar um KINDLE! | Estante Diagonal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Joi
      Eu recomendo a leitura, com certeza. Afinal,. cada um tem uma opinião sobre o que é desfavorável ou não. E a história é cheia de reviravoltas, então vale a pena ler. ;)
      Beijoo

      Excluir
  2. Ai ,desanimei kkkkkkk não curto livros sem noção ,em que a personagem se permite ser "transformada" do nada, e o escritor super detalha os personagens secundarios... principalmente quando tem tantos rsrs tira o foco da historia.... acho que eu abandonaria o livro kkkkkk

    Beijos!!
    http://vivasincera.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também perco o foco quando existem personagens demais. É uma pena.
      Mas não desanime. A história é boa. ;)
      Beijoo

      Excluir
  3. A Vanessa Pereira também é parceira do meu blog e ela foi super fofa no momento de parceria. Adorei o livro, mas concordo com os pontos negativos que você achou. Acho que um dos principais foi a confusão na história. São muitos personagens e poucos que fazem diferença na narrativa. Mas, tirando esses detalhes, gostei muito do livro e estou muito ansiosa para a continuação. Beijos!

    http://frases-perdidas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabi
      Verdade, a Vanessa é mesmo muito simpática.
      Também aguardarei ansiosa pela continuação.
      Beijoo

      Excluir
  4. Oi Luciana!!
    Confesso que a história não me chamou a atenção. E essa enrolação toda pra chegar no tal encontro me desanimou ainda mais. Não o leria.

    Um beijão
    Lara - Magia Literária
    http://www.magialiteraria.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lara
      É um detalhe que desanima mesmo. Eu sou muito ansiosa e ao mesmo tempo que adoro mistério, odeio perceber que as respostas estão demorando mais do que deveriam para aparecer. hehe
      Um beijoo

      Excluir
  5. Nossa, não sei se leria o livro. Já comcei não gostando quando vc falou que ela desiste de tudo pra ir embora com ele e ser transformada. E vampiro... to meio saturada.

    Beijos, http://porredelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desiste, sim. Essa Desirée é uma aventureira mesmo. Larga tudo e não olha pra trás.

      Beijoo

      Excluir
  6. Oi, tudo bem?
    Parece ser um livro bem interessante, que capa mais medonha... kkk Realmente não curto muito histórias de vampiros, etc...
    Mas parece ser uma boa dica para quem curte.

    Abraços
    www.booksever.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Filipe
      A capa é medonha mas é linda. haha
      Sim, é uma boa dica para quem gosta de histórias com vampiros. ;)
      Beijoo

      Excluir
  7. Eu já tinha lido sobre esse livro, sempre achei a capa bastante misteriosa e tenho curiosidade pela história.
    Pena que tenha alguns aspectos desfavoráveis, como você citou.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Inês. Mas os aspectos desfavoráveis desse livro não chegam a interferir na qualidade da história. São apenas coisas que nos (me) deixam um pouco nervosa porque desviam o foco daquilo que deveria ser importante. De qualquer forma, acredito que a autora acertará esses pontos na continuação, que deverá ser muito melhor.

      Beijoo

      Excluir

Obrigada pela visita! Não deixe de comentar...

Topo